Assim como os drivers de disquetes e CD´s, os monitores CRT (tubo de raios catódicos) de fósforo verde e branco que foram fadados ao desuso, substituídos primeiramente pelos monitores coloridos e posteriormente pelos de LCD´s e LED´s chegou a vez dos HD´s também serem substituídos por SSD´s (solid state drivers – drivers de estado sólido). Estes não possuem partes móveis como os HD´s convencionais que possuem discos e leitores que se movimentam todo o tempo para leitura e gravação de dados. Daí a vantagem de performance dos SSD´s em relação aos HD´s, pois as leituras e escritas nos SSD´s não necessitam de movimentações dos leitores/cabeçotes e rotações dos discos/platters para encontrar os arquivos, pastas solicitadas pelo usuário. Nos SSD´s esse processo é irrelevante e os dados são gravados em chips de memória flash conectados por correntes elétricas. Esses chips são do tipo NAND (not and) não volátil, são células cuja tecnologia conservam os dados gravados mesmo sem energia elétrica.  As informações serão encontradas e acessadas não importando em que parte do SSD elas estejam gravadas. Isso os torna dependendo do modelo do SSD, 10 vezes mais rápido que os HD´s. Além de outras vantagens como:

  • Muito menos sujeitos a falhas por não terem partes mecânicas;

  • Maior resistência a impactos já que não possuem leitores/cabeçotes e nem discos/platters que são os responsáveis por grande parte das falhas e problemas nos HD´s;

  • Menor consumo de energia pois não há movimentações de componentes internos, e assim menor aquecimento. Entre outros…

Abaixo foto de um HD e um SSD aberto para conhecimento:

Mas como nem tudo são “flores”, com o tempo esses chips NAND vão se desgastando com o processo de leitura e gravação e perdendo sua vida útil até que sua capacidade chegue ao final exigindo a troca do SSD. Mas não se preocupe a maioria dos fabricantes sabendo disso também disponibilizam softwares de monitoramento para seus SSD´s que te avisam quando a vida útil do mesmo estiver chegando ao fim. Outro detalhe relevante aos SSD´s é que eles também falham e sem avisar. Isso devido a sua arquitetura no formato de chips como já dito antes e portanto não existem ferramentas tão eficazes na recuperação de dados para eles quanto para os HD´s. A indústria e os fabricantes estão trabalhando intensamente nesse foco devido a forte tendência global pelo uso dos SSD´s, inclusive alguns fabricantes já estão lançando equipamentos com SSD´s nativos com parceria dos fabricantes de SSD´s, que diga-se de passagem já se tem no mercado muito mais fabricantes de SSD´s do que fabricantes de HD´s atualmente.

Formatos

SSD´s possuem vários formatos, sendo o mais comum deles o padrão de um HD de notebook 2,5”, mas vários fabricantes de placas mãe tanto para notebooks quanto para PC´s já estão colocando em suas placas slots para SSD´s em formato de placas similares a uma placa de memória esses conhecidos como formato M2. Veja abaixo:

Fonte https://canaltech.com.br

Nossa opinião técnica

Não sabemos ao certo o veredito do mercado quanto aos HD´s.

Se serão completamente extintos, definitivamente substituídos por SSD´s, ou se serão modernizados para atingir estados de leitura e gravação mais elevados, o fato é que se você usuário precisa de performance em leitura e gravação certamente opte pela aquisição de um SSD.

Mas se para você o que importa é a quantidade de armazenamento continue com seu HD, pois a diferença de custo X benefício entre HD´s e SSD´s é grande, mas esse cenário deve mudar aos poucos de acordo com a oferta e demanda por esse tipo de componente.

Portanto nossa sugestão aos nossos clientes e previamente já adotada por nós é:

  • Verifique se seu notebook e/ou PC oferece suporte a (SATA 3 – SATA III), pois a maioria dos SSD´s atuais são SATA 3 e caso seu equipamento não dê suporte ao padrão SATA 3, o SSD irá funcionar com limitações de acordo com o padrão SATA de seu equipamento.

  • A colocação de um “caddy” para o uso do HD e a colocação do SSD no lugar do HD com o sistema operacional instalado. Assim se obtêm uma ótima performance já que qualquer sistema operacional que se use, trabalha sempre efetuando leituras e gravações em disco constantemente.

Abaixo a foto de um “caddy” que é um adaptador que substitui o drive de DVD de seu notebook por um portador de SSD de 2,5”, mas fique atento a altura do seu drive de DVD ao comprar um “caddy” para substituí-lo, pois a altura tem que ser a mesma.

E finalizando esse “post” assim como os SSD´s já é evidente o desuso de gravadores de CD´s/DVD´s pelos pen drives de capacidades superiores, muito mais práticos por serem USB e portáteis.

Caddy

Service Desk – Flechatec